O BRAINCOMS (Brazilian International Congress of Medical Students) foi criado em 2012, com a proposta de ser um congresso internacional que oferece aprendizado técnico-científico e network entre os participantes. Em sua modalidade presencial, que ocorria até 2019, o congresso contava com palestras com renomados nomes da área da saúde; workshops de diferentes áreas da medicina; atividades de sensibilização, essencial para uma formação humanizada do médico; coffees.


Os workshops presenciais (que ocorreram até o evento de 2019) eram atividades teórico-práticas, que permitiam a aplicação do conhecimento teórico da medicina. Eles abordavam diversas áreas e variados conhecimentos médicos, como microcirurgia, ortopedia, trauma, tratamento psiquiátrico, oftalmologia, dentre muitos outros. Além de ser um momento de aplicação do conhecimento teórico, os workshops também proporcionavam maior contato entre os estudantes e professores renomados da Escola Paulista de Medicina que ministravam os WS de modo brilhante.

O incentivo à pesquisa científica sempre foi um fator importante para nós. Todos os anos, abrimos espaços de trocas de conhecimento entre alunos de todas as universidades e professores por meio da apresentação de trabalhos. Eram duas modalidades: a primeira era a apresentação de pôsteres a 3 jurados e a segunda era a apresentação oral. Ambas modalidades eram divididas em grandes áreas da medicina como obstetrícia, cirurgia, clínica médica, entre outros. As melhores apresentações eram premiadas.


Em todos os dias (do evento presencial) ocorriam os coffee breaks, num intervalo entre palestras. Esse era um momento de descontração e interação entre os participantes, que se reuníam para experimentar as muitas delícias oferecidas e trocar ideias e experiências entre diferentes regiões do Brasil e do mundo.


Além de buscar promover atividades científicas, o BRAINCOMS sempre prezou muito pela integração entre todos os participantes, desde os profissionais já formados até estudantes de medicina de todos as regiões do mundo. Esse é um aspecto fundamental do congresso, já que se aprende muito pela troca de conhecimentos entre pessoas com diferentes experiências. Pra nós, essa troca é muito importante. No decorrer dos anos de congresso, essa integração interpessoal gerou ótimos frutos, desde oportunidades acadêmicas até amizades internacionais.